nossas
redes

Facebook Flickr Instagram

notícia

Postado em 25/01/2019

Consórcio Portal do Sertão busca soluções para o problema dos resíduos sólidos no território

 

Com o objetivo de solucionar o problema dos resíduos sólidos nos municípios consorciados, o Consórcio Portal do Sertão tem buscado meios para o encerramento dos lixões, diminuindo assim, os impactos dos resíduos na qualidade de vida dos munícipes. Pensando nisto, o secretário executivo Noel Barbosa, e a equipe de projetos do Consórcio, tem realizado visitas a aterros sanitários especializados na disposição final dos resíduos sólidos. Além dos aterros, foram visitadas também, cooperativas de coleta seletiva a fim de incentivar a reutilização, reciclagem, compostagem e tratamento dos mesmos.

 A ARTEMARES - Associação Regional de Trabalhadores em Materiais Recicláveis de Feira de Santana e Municípios Vizinhos possui atualmente 22 trabalhadores na sede, e outros 68 espalhados pela cidade. No local eles coletam e recebem materiais como: embalagem longa vida, metais, papel branco e plástico.

 Outra cooperativa visitada foi a Associação de Catadores e Catadoras de Material Reciclável de Amargosa, (ASSORECICLA). A ASSORECICLA presta serviço no município de Amargosa desde 2015 e transformou a vida de pessoas que moravam em lixões, ao todo são 24 trabalhadores.  No que se refere à parte ambiental, a coleta seletiva impede o descarte de plásticos, papelão, metal e vidro de forma inadequada. E ainda, gera renda para os catadores, que podem também ser chamados também de agentes ambientais, por conta do serviço que desenvolvem.

 O responsável técnico do projeto, Renan Almeida, destaca como o trabalho da Cooperativa evoluiu com o tempo. “A iniciativa não nasceu pra ser uma coleta, mas sim, uma limpeza. A evolução aqui foi muito grande, a quantidade de equipamentos que temos hoje, a estrutura. O que se torna complicado para o município é a mudança de Gestão, mas a depender de como ele se desenvolve, ele não morre. O projeto quando é bem e executado a população acredita e investe independente de política”, frisa Renan.

 Encarado hoje como um dos maiores desafios de uma gestão pública, a questão dos resíduos sólidos, é uma das prioridades do Consórcio neste ano. “Estamos trabalhando para dar início ao processo de resolução dos resíduos sólidos nos municípios do nosso Consórcio. É uma das metas para este ano. Contudo, nós sabemos que não é algo que se resolve da noite para o dia, é um trabalho de longo prazo, e nós iremos sentir os impactos positivos lá na frente. Mas é preciso começar agora”, enfatiza o secretário executivo, Noel Barbosa.