nossas
redes

Facebook Flickr Instagram

notícia

Postado em 25/09/2019

Consórcio Portal do Sertão será beneficiado com Protocolos de Intenções dos Planos Intermunicipais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

O Consórcio Portal do Sertão deu um importante passo na política da Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos (GRSU), nessa terça-feira, 24, aconteceu, no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (SEDUR), à cerimônia de assinatura dos Protocolos de Intenções para a formalização dos termos de acordo de cooperação que garantem apoio na elaboração dos Planos Intermunicipais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Além do Portal do Sertão serão contemplados os Consórcios de Irecê e do Oeste da Bahia (Consid).

Os planos irão beneficiar mais de 50 municípios, sendo desses, 16 do Território Portal do Sertão, e devem estabelecer, desde o diagnóstico dos resíduos sólidos nas cidades, à implantação de políticas públicas para ordenação do tratamento, tendo a sustentabilidade como premissa e educação ambiental como etapa essencial para eficiência do projeto. O evento contou com a presença do presidente do Consórcio Portal do Sertão e prefeito de Santo Estêvão, Rogério Costa, que na oportunidade estava representando também a Federação dos Consórcio Públicos da Bahia – FECBAHIA, dos prefeitos, Carlos Germano (São Gonçalo dos Campos) Jailson Costa (Santa Bárbara ), Paulo Falcão (Amélia Rodrigues ) Antônio Mário (Antônio Cardoso) Manoel Potinha ( Água Fria) Edimário Paim ( Coração de Maria) Luedson Soares (Tanquinho) José Alves da Cruz ( Teodoro Sampaio) Fernando Bispo (Anguera), Juscelino Souza (Irará), a prefeita Suéder Silva (Ipecaetá), o secretário de agricultura e meio ambiente de Conceição da Feira, Julimário Cerqueira, representando o prefeito Raimundo da Cruz.

"Há muito tempo os municípios têm tentado uma política para o destino final dos resíduos sólidos. Esse protocolo se reveste de uma importância pelas questões que aí estão, como a do Ministério Público, que obriga os municípios a acabar com os lixões e fazer os aterros controlados. Mas o município sozinho não tem perna para montar o seu aterro sanitário. Daí veio a SEDUR com essa proposta de regionalizar e ver qual a melhor formatação que atenda aos municípios e que consiga efetivar a implantação dessa política de resíduos sólidos", afirma o presidente Rogério Costa.

De acordo com o secretário da SEDUR, Sérgio Brito, entre as secretarias que apoiam a ação estão a do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) e do Meio Ambiente (Sema). O titular da Setre, Davidson Magalhães, compareceu ao evento, que contou ainda com a participação de diversos prefeitos, deputados e gestores municipais e estaduais.

 

Fonte: Secretaria de Comunicação do Estado - SECOM